Espinosa, meu éden

Espinosa, meu éden

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

1831 - Termina o Torneio Interno de Society 2017 da AABB Montes Claros

Após três meses de intensa disputa, eis que a edição 2017 do Torneio Interno de Futebol Society da Associação Atlética Banco do Brasil de Montes Claros chegou ao seu término na manhã do último domingo, 17 de setembro. Prestando homenagem ao empresário e fiel peladeiro do clube, Agamenon Victor Júnior, a competição desta temporada reuniu cerca de 450 associados amantes da bola em mais de 150 partidas em três categorias: Sênior, Máster e Adulto. Depois de muita luta, determinação, competência e eficiência em busca das vitórias, os grandes vencedores puderam finalmente levantar as taças de campeão e comemorar as justas conquistas.
Nesta edição os resultados das partidas finais surpreenderam a todos, sem nenhuma ocorrência de decisão nos pênaltis e com placares bem elásticos. Na categoria Sênior, a equipe do Quero Pizza sagrou-se campeã ao derrotar com folga a sua adversária na final, a equipe da Neném Veículos, pelo placar de 4 x 1. O grande destaque foi o excelente meio-campista Raul que marcou três gols, um deles de pênalti. Mauro completou para a equipe campeã e o atacante Castelo marcou para o time vice-campeão.
Foram esses os atletas campeões:
Quero Pizza: Eduardo, Fred, Robson, Marcão, Walter, Raul, Roni Wagner, Silvano, Roberto, Alexandre, Mauro Ramires, Niélson, Bigode, Adílson e Nestor.
Premiação: 
Campeão: Quero Pizza
Vice-Campeão: Neném Veículos
3º Colocado: Uai Tintas
Destaque: Raul (Quero Pizza)
Artilheiro: Aquino (Uai Tintas) - 11 gols
Melhor Goleiro: Eduardo (Quero Pizza)


Na categoria Máster, o time do homenageado e artilheiro da categoria, Agamenon, conquistou o título de campeão ao golear o time da Eletromontes pelo placar de 4 x 0.  Foram três gols de Agamenon e mais um golaço de falta de Héber, este escolhido o destaque geral. 
Foram esses os atletas campeões:
Cazza Imóveis: Thiago, Jean, Chau, Joélson, Magal, Wesley, Héber, Agamenon, Jean Paulo, Pedro, Vampeta, Péu, Fabrício, Rafael Dias e Carlos Eduardo.
Premiação: 
Campeão: Cazza Imóveis
Vice-Campeão: Eletromontes
3º Colocado: Atacadão Doce Lar
Destaque: Héber (Cazza Imóveis)
Artilheiro: Agamenon (Cazza Imóveis) - 12 gols
Melhor Goleiro: Thiago (Cazza Imóveis)


Na categoria Adulto, o talentoso e jovem elenco da equipe da Suporte Consultoria venceu o bravo adversário, Jac´s/Octoo, pelo placar de 3 x 1 e fez a festa da conquista no gramado. Jubinha, eleito o destaque da categoria, Almir e Gu marcaram os gols do Suporte, enquanto Rond descontou para o time do Jac´s/Octoo. 
Foram esses os atletas campeões:
Suporte Consultoria: Lê, Bidu, Franklin, Warley, Almir, Darley, Álisson, Muriel, Felipe, Moeda, Gu, Sarley e Jubinha.
Premiação: 
Campeão: Suporte Consultoria
Vice-Campeão: Jac´s/Octoo
3º Colocado: Uai Tintas
Destaque: Jubinha (Suporte Consultoria)
Artilheiro: Madeirinha (Uai Tintas) - 13 gols
Melhor Goleiro: Lê (Suporte Consultoria)
Atleta Revelação: Darley (Suporte Consultoria)
Melhor Árbitro: Edvaldo Bento


Como sempre acontece, logo após o encerramento dos jogos, ocorreu a entrega dos troféus e medalhas aos grandes vencedores pelos integrantes da diretoria da AABB comandada pelo presidente Mauro Rodrigues e em seguida todos os atletas, com seus familiares, participaram ativamente do grande churrasco de confraternização realizado na área dos quiosques, com muita bebida, comida, música, amizade e animação. Ano que vem tem de novo!
Um grande abraço espinosense.


terça-feira, 19 de setembro de 2017

1830 - Aleluia! Habemus Stadium!

Um dia histórico para a Massa Atleticana. A esperada decisão foi tomada pelos integrantes do Conselho Deliberativo do Atlético nesta segunda-feira em reunião extraordinária: o Clube Atlético Mineiro finalmente terá o seu sonhado estádio de futebol. Após semanas de debates acalorados sobre a viabilidade do negócio, eis que em uma votação ocorrida durante todo o dia de ontem, 18 de setembro, a maioria esmagadora dos conselheiros do clube decidiu apostar na concretização do sonho dos presidentes Alexandre Kalil e Daniel Nepomuceno, da diretoria e da torcida atleticana de viabilizar o próprio estádio. Havia a necessidade de, no mínimo, 260 votos positivos entre os 390 conselheiros. Ao final da votação, 12 votaram contra e a esmagadora maioria chancelou o projeto com 325 votos favoráveis. Coube ao ex-presidente Alexandre Kalil o voto de nº 260, que marcou a vitória do Sim.
A reunião contou com a presença, na mesa dos trabalhos, do presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno;  do presidente do Conselho Deliberativo, Rodolfo Gropen; do vice-presidente do Conselho, Sérgio Sette Câmara; do membro do Conselho de Ética e Disciplina, José Murilo Procópio de Carvalho; do membro do Conselho Fiscal, Sérgio Rodrigues Leonardo e do secretário do Conselho, Rogério Eustáquio Furtado da Costa.
Estiveram presentes e participaram da votação o prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do clube, Alexandre Kalil; o senador Antônio Anastasia; o jornalista Chico Pinheiro; os ex-presidentes Ricardo Guimarães, Ziza Valadares, Nélio Brant, Paulo Cury e Afonso Paulino e o assessor de relações institucionais e ex-presidente do Conselho Deliberativo, Emir Cadar. A torcida, que aprovava a ideia e mostrou seu apoio durante todo o tempo na porta da sede do clube no Bairro de Lourdes, comemorou bastante logo após a aprovação da proposta.




O negócio não vai mexer em nenhum centavo das receitas do clube, como também não envolverá empréstimos ou qualquer criação de dívida. Os recursos virão do patrimônio do clube e de novas injeções de dinheiro no projeto.
O estádio do Atlético, que será construído em uma área de aproximadamente 138 mil m² localizada em plena Via Expressa, perto da PUC, terá capacidade para 41.800 espectadores, com um custo de construção previsto de 410 milhões de reais. A partir de agora continuam os passos burocráticos e estudos de concessão de licenças para que o projeto se inicie o mais rápido possível, provavelmente a partir de março de 2018, com término previsto para outubro de 2020. A transação imobiliária, conforme informações da diretoria, não fará com que o clube coloque nenhum dinheiro no projeto. O terreno foi doado pela Construtora MRV e a grana para a construção do empreendimento virá da venda para a empresa Multiplan da metade do Shopping Diamond Mall (50,1%), valor de R$ 250 milhões; do dinheiro da venda de 4.800 cadeiras cativas, valor de R$ 100 milhões (o Banco BMG já garantiu o equivalente a 60% desse valor) e da aquisição do "naming rights" pela MRV, valor de R$ 60 milhões.
O projeto arquitetônico do estádio terá setores de camarotes (36 no total), setores de cadeiras e espaço para torcedores de baixo poder econômico, com preços acessíveis, como eram as famosas "gerais". Os possuidores de deficiências terão acesso a todo o estádio, sem nenhum impedimento a qualquer setor. Serão disponibilizados 2 restaurantes e 46 bares e mais uma área vip/lounge com capacidade de receber 3.645 torcedores. Para que todos os torcedores atleticanos possam acompanhar a construção da arena, será criado um site com atualização "real time" da evolução da obra.
É um antigo sonho que finalmente parece estar próximo da realização. Esperamos ansiosos, nós torcedores atleticanos, que a Arena MRV, ou o Terreiro do Galo, saia das pranchetas dos arquitetos e engenheiros e enfim venha nos abrigar em suas dependências, onde brevemente poderemos soltar com a paixão e a alegria de sempre, o memorável e temido grito de Galô.
Um grande abraço espinosense.  



segunda-feira, 18 de setembro de 2017

1829 - Prestigie a 1ª Fenesp - Feira de Negócios de Espinosa

Estive há poucos dias em Espinosa e no pouco tempo disponível para apreciar os panoramas social e econômico da cidade, pude perceber uma grande mudança positiva na mentalidade empresarial local. Por onde andei, vi lojas bonitas e bem montadas, com funcionários competentes, uniformizados e bem treinados. Até a Prefeitura Municipal está oferecendo cursos de aperfeiçoamento aos seus funcionários para a melhoria do atendimento aos cidadãos espinosenses. Isto é motivo de muita comemoração. 
Mesmo sem ter conhecimento profundo sobre essa transformação, imagino que a atuação das Associação Comercial e Empresarial (ACE) e Câmara de Dirigentes Lojistas de Espinosa (CDL), bem como a visão, a capacidade e a liderança do empresário Lucivaldo Barros Lima, foram de fundamental importância para este especial desenvolvimento dos setores industrial e comercial de Espinosa. Atualmente temos empresários de grande destaque não só na cidade, como em toda a região norte-mineira e no sudoeste baiano, o que é motivo de orgulho e alegria, pois além de fazer crescer a economia espinosense, ainda gera emprego para a nossa comunidade.
Para fazer crescer ainda mais esse panorama de desenvolvimento municipal, a cidade sediará, nos dias 22 e 23 de setembro (sexta-feira e sábado próximos), a 1ª FENESP - Feira de Negócios de Espinosa, evento realizado pela ACE e CDL e apoiado pela Prefeitura Municipal, ADESEG, SEEDIF, SEBRAE e FIEMG. Nele, as empresas locais e da região poderão mostrar seu trabalho, reforçar sua marca, lançar novos produtos e prospectar negócios. O evento é uma apresentação da Arruda Alimentos, do Bom Preço Auto Posto e da Farmácia dos Animais e acontecerá na Praça Antonino Neves, também conhecida como Praça da Liberdade, na sexta-feira, dia 22 de setembro, de 19 às 22 horas, e no sábado, dia 23 de setembro, das 7 da manhã até às 22 horas. 
Patrocinam o evento as empresas: Computec Informática, Dino Modas, Gemaq Irrigação, Hotel Vilma, Marcelo Despachante, Milk Shake Açaí Mania, Oral Máster, Posto Lima, Restaurante Parada Obrigatória, Seg Eletric e Supermercado Miranda. 
São estas as empresas expositoras: Alfa Confecções, Aliv-Ar, Amil Indústria, D'Jack Jeans, Eletronorte Irrigação, Favag, Fiemg, Fopemimpe, Grupo Costurar, Grupo Dejan, Ludus, Minas Bahia, Portal Design, Prefeitura Municipal, Rede Norte, Sicoob e Sudotex.


Além de estandes dos patrocinadores, haverá desfile de modas das confecções de Espinosa e eleição da nova Miss Comerciária, escolhida entre as nove concorrentes ao título: Beatriz Ribeiro (Brasil Celular), Carla Daniele (Computec Informática), Danielly Pricila (Droga Nossa), Edvânia dos Santos (Amil Confecções), Fernanda Nogueira (Droga Nossa), Leila Oliveira (Doce Lar), Léssia Marques (Eletronorte Irrigação), Márcia Barbosa (O Barateiro) e Shirley Santana (Panificadora Trigo de Ouro). 
OBS: Informações retiradas da página da ACE-CDL no Facebook.   
Então, povo espinosense e de toda a nossa região, vamos prestigiar mais esse evento que só engrandece a nossa terra, mostrando a força dos nossos empreendedores e trabalhadores. Vamos lá!
Um grande abraço espinosense.



1828 - Espinosense Gentil Saraiva Júnior lança novo livro

Quanto orgulho! Se já temos tantos conterrâneos nos dando enorme satisfação nos mais variados setores do esporte, do conhecimento e da arte, eis que mais uma notícia me chega trazendo ainda mais alegria. Através de uma dica da amiga espinosense Cristina Cangussu Tolentino Grossi, a Tina, casada com meu amigo e colega de banco Cláudio Renault, fui informado do incrível trabalho realizado pelo espinosense Gentil Saraiva Júnior no campo da literatura. Depois de 29 anos de intensa e laboriosa labuta com as palavras, o professor Gentil Jr. finalmente completou sua tradução do livro do aclamado poeta americano Walt Whitman, "Folhas de Relva". 
O autor da tradução, filho do Seu Gentil Saraiva (que morava ao lado da Casa Paroquial, bem no centro da cidade, na Praça Coronel Joaquim Tolentino), desde cedo tinha apreço pela leitura, lendo romances como Dom Casmurro (de Machado de Assis), revistas e livros de bolso de faroeste. Em seguida descobriu a poesia quando se preparava para o vestibular. Daí em diante o amor pelas palavras só cresceu e hoje é parte inseparável do seu ser. A descoberta da obra de Walt Whitman se deu através de um amigo e colega de faculdade na UFRGS, o que o levou a sonhar em traduzir a complexa criação do poeta americano. 

Walt Whitman

Um pouquinho sobre a vida e obra do poeta americano conforme o site wdl.org:
"Walt Whitman (1819–1892) é normalmente considerado o mais importante poeta americano do século XIX. Ele publicou a primeira edição de sua principal obra, Leaves of Grass (Folhas de Relva), em 1855. Pelo restante de sua vida, Whitman produziu novas edições do livro, terminando com a nona edição, ou edição do "leito de morte", em 1891-1892. O que começou como um livro fino de 12 poemas, tornou-se, no final de sua vida, um compêndio grosso de quase 400 poemas. Whitman considerava cada versão como um livro próprio e distinto e alterava o conteúdo de forma contínua. Ele adicionou novos poemas, deu nome ou renomeou antigos e, até 1881, os reagrupou várias vezes. Ele desenvolveu a tipografia, adicionou anexos, reescreveu as frases e alterou a pontuação tornando cada edição única." 


Gentil Saraiva Júnior, nascido em Espinosa há 49 anos, é professor, tradutor, poeta, escritor e editor, graduado em Letras - Licenciatura Plena (Português-Inglês-1991) e com Mestrado (1995) e Doutorado (2008) em Tradução Literária/Poética pela UFRGS. Esta sua importante obra com 490 páginas, "Folhas de Relva: Tradução Completa da Nona e Última Edição [1891-92]", foi lançada recentemente e pode ser adquirida no site da livraria online Amazon. O texto fonte utilizado nesta tradução é a Edição do Leito de Morte (Deathbed Edition), de 1891-92 do poeta Walt Whitman.
Mais livros publicados do escritor: 
- Música de Câmara, primeiro livro de poemas de James Joyce (edição bilíngue)
- Rubaiyat de Omar Khayyam (edição bilíngue)
- Gramática Bilíngue (Inglês-Português / Nível Intermediário)
- Gramática Essencial da Língua Inglesa (Básico-Pré-Intermdiário)
- Glossário de Inglês Técnico para Informática e Outras Listas 
- Gramática do Português Atual (em conjunto com Janio José Sarmento)
- Versificação em Português (descrição e exemplos dos versos existentes na língua portuguesa)
- Contos de Palavras (coletânea de artigos sobre palavras incomuns em português)
- Semente de Estrelas (livro de poesia)
- Canto do Amor Em Si (livro de poesia)
- O Portal Sem Porta (tradução de coletânea de koans/contos zen)
- Arquivo da Falésia Azul (tradução de coletânea de koans/contos zen)


Como é bom saber que conterrâneos nossos, espalhados pelos quatro cantos do mundo, destacam-se nas suas atividades! Fica aqui registrado o nosso carinho e orgulho pelo grande espinosense Gentil Saraiva Júnior que, com sua trajetória ímpar no campo do saber, serve de exemplo de extrema positividade para todos nós.
Um grande abraço espinosense.


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

1827 - Um casamento dos sonhos: Carol e Bruno

Quanta alegria! Carol e Bruno se casaram. Já se passaram alguns dias desde que os jovens Ana Carolina Alexandre Ferreira e Bruno Rocha Nogueira oficializaram a sua união amorosa. Ela é filha de Carlos Sebastião Ferreira e de Zenaide Alves Alexandre. Ele é filho de Rodrigo de Vasconcelos Nogueira e Carla Maria Costa Rocha. O casamento dos dois jovens se deu em um cenário deslumbrante, exatamente nas belas dependências da Fazenda Fonte Limpa, localizada entre as montanhas no município mineiro de Santana dos Montes (antigo arraial do Morro do Chapéu), a 130 km de Belo Horizonte, sentido Rio de Janeiro. A cidade é pequenina, conta com pouco mais de 3.800 habitantes. Foi emancipada em 30 de dezembro de 1962 e tornou-se um recanto para quem deseja descansar do estresse do mundo moderno, com seus tantos hotéis-fazenda de rara beleza. A sua história se fez com a agricultura e pecuária, gerando alimentos para suprir a demanda das cidades próximas onde se extraíam ouro e diamantes. Já naquela época as grandes fazendas possuíam completas estruturas, com as casas-grandes, senzalas, moinhos e engenhos. O complexo da Fazenda Fonte Limpa, construído por volta de 1742, é declarado Monumento Histórico e Artístico de Minas Gerais desde 1995 e passou a acolher hóspedes a partir do ano de 1997, agregando modernidades para atendimento e satisfação dos turistas, mas mantendo as características das velhas construções em pedra, madeira e barro originais.


E foi nesse ambiente lindo e acolhedor, rodeado de enormes árvores, do canto dos pássaros, de muita história e de uma atmosfera de imensa alegria e descontração que foi realizado o casamento de Carol e Bruno. Decoração caprichada, cerimônia ao ar livre, cheia de emoção, música, carinho e alto astral, assim o juiz de paz, o senhor Paulo Teixeira Pires, e a oficial substituta do Cartório de Registro Civil e de Notas de Santana dos Montes, senhora Rosana Cristina Nogueira Ribeiro Dutra, oficializaram a união dos tão entusiasmados jovens.
Ali mesmo na Fonte Limpa, só que em outro ambiente também ao ar livre, após a cerimônia do casamento, foi realizada a celebração da união do casal, com participação empolgada dos familiares e amigos dos noivos, com muita música, comes e bebes e animação.





Aos novos integrantes do time dos casados, Carol e Bruno, o agradecimento pela oportunidade de estar presente e o desejo ardente de vê-los felizes, compartilhando todos os momentos e situações do relacionamento a dois com muito carinho, cumplicidade, empatia, respeito e amor até a eternidade. Que Deus os abençoe com toda sua graça e os faça muito, mas muito mesmo, felizes.
Um grande abraço espinosense.


1826 - Vamos apoiar a Isabella e sua banda Soul Reaction?

Descobrir novos talentos na música ou em qualquer outra área do conhecimento, do esporte ou da arte sempre é motivo de muita alegria. E através de um contato feito através do Facebook pelo amigo e conterrâneo Francisco Mourão Neto, o Chiquito, tomei conhecimento da participação da sua filha Isabella Neves como vocalista da banda "Soul Reaction". A banda está participando de um concurso, o "Festival de Escolas de Música Expomusic", que "foi criado com o objetivo de incentivar o estudo da música, a composição, motivar a criação de bandas e descobrir novos talentos" e que acontece durante a Expomusic - Feira Internacional da Música, Áudio, Iluminação e Acessórios nos dias 4 a 8 de outubro no Anhembi em São Paulo.
A turma do Soul Reaction está na disputa pelo primeiro lugar na competição musical com a canção "Despertar", que vocês podem assistir no vídeo abaixo.
Para que o vídeo tenha a maior divulgação possível, pedimos encarecidamente a vocês, internautas deste nosso humilde blog, que assistam ao vídeo, compartilhem com seus amigos e registrem sua opinião clicando no símbolo da mãozinha com o dedinho pra cima, sinalizando que gostaram. Desde já fica o agradecimento pelo apoio à Isabella e à sua turma. Valeu, muito obrigado!
Um grande abraço espinosense.

Compositor: Vinih Edu
Edição: Vinih Edu
Vocal: Isabella Neves
Guitarras: Vinih Edu/Gabriel Essake
Baixo: Danilo Cardoso
Bateria: Cleiton Roberto
Câmera: Mayra Gabriela
Estúdio: Big Rec Studio

Despertar (Soul Reaction)

Não vou deixar que passe à toa
Já fui longe em esperar
Como o vento, brisa boa
Com minha mente tranquila

Deixa o som rolar
Pra relaxar minha cabeça
Vem apressar o que é natural
Ah! se eu pudesse
Voltar no tempo
Pular as coisas tolas
E assim eu enfrento sem medo de amar
Como se não houvesse amanhã

É minha vida
Tristeza não vai rolar
Há uma saída
Despertar
E ficar alerta

Não vou
Deixar que passe à toa
Já fui longe em esperar
Como o vento, brisa boa
Mente tranquila


quarta-feira, 13 de setembro de 2017

1825 - Domingo tem a 2ª Trilha das Furiosas

O dia está chegando! Logo mais, no próximo domingo (daqui a 4 dias portanto), Espinosa irá sediar mais um importante evento de motociclismo realizado pela equipe feminina das Furiosas Sobre Rodas. O grupo de mulheres apaixonadas pelas máquinas de duas rodas organizaram, promoveram e agora, no dia 17 de setembro, domingo, participarão, com todo o entusiasmo, alegria e perícia, de mais uma aventura na trilha, com a festa acontecendo no Pesqueiro Quedas D´Água. 
Se você pretende participar, assistir ou conseguir mais informações, basta entrar em contato com Leka Gomes, no telefone (38) 99221-9873, ou com Tábita Luana, no telefone (38) 99149-2044.
Após a adrenalina da competição, que pretende ter início às 8 horas da manhã, a festa ficará por conta dos talentosos músicos espinosenses Ralysson e Robson. É curtição na certa! Não percam!
Um grande abraço espinosense.


1824 - "Lift", by Radiohead

Ainda do recente álbum lançado pelo Radiohead que comemora os 20 anos de lançamento do clássico OK Computer, eis a canção "Lift", em um vídeo de incrível criatividade. O líder da banda, cantor e compositor Thom Yorke aparece em uma interessante viagem em um elevador de edifício em companhia dos mais variados tipos enquanto as mais diferentes e inusitadas imagens aparecem quando a porta se abre. A genial direção do clipe é de Oscar Hudson.
Muito legal mesmo! Ainda existe vida inteligente na música, ufa!
"Hoje é o primeiro dia do resto dos seus dias,
Então vai com calma, cara!"
Um grande abraço espinosense.




Lift (Radiohead)

This is the place
Sit down, you're safe now
You've been stuck in a lift
We've been trying to reach you, Thom

This is the place
It won't hurt, it will not hurt

A smell of recognition
A face you barely loved
Empty all your pockets
'Cause it's time to go home

This is the place
Remembering all the things you always see

You've been stuck in a lift
In the belly of a whale
At the bottom of the ocean

A smell of recognition
A face you barely loved
Empty all your pockets
'Cause it's time to go home

Today is the first day of the rest of your days
So lighten up, squirt


Elevador (Radiohead)

Esse é o lugar
Sente-se, você está a salvo agora
Você está preso num elevador
Nós estamos tentando te alcançar, Thom

Esse é o lugar
Não vai doer, não vai doer

Um cheiro de reconhecimento
Um rosto que você mal amou
Esvazie todos os seus bolsos
Porque está na hora de ir pra casa

Esse é o lugar
Lembrando-se de tudo que você sempre vê

Você está preso num elevador
Na barriga de uma baleia
No fundo do oceano

Um cheiro de reconhecimento
Um rosto que você mal amou
Esvazie todos os seus bolsos
Porque está na hora de ir pra casa

Hoje é o primeiro dia do resto dos seus dias
Então vai com calma, cara

terça-feira, 12 de setembro de 2017

1823 - Barretos, a capital do rodeio

A cidade paulista de Barretos é hoje conhecida mundialmente por sediar a maior festa de peão da América Latina, um evento gigantesco de entretenimento direcionado aos amantes da vida sertaneja que reúne mais de 900 mil pessoas anualmente. A festa acontece há 62 anos, atualmente realizada no Parque do Peão, uma enorme estrutura de 2 milhões de metros quadrados que oferece ao público 40 mil vagas de estacionamento, 35 mil lugares sentados, conjunto de quatro telões de LED de 25 metros quadrados cada, cerca de 3 mil animais de competição, mil sanitários de alvenaria, posto de atendimento médico, farmácia, dois mini-shoppings, centro de atendimento ao turista, 96 telefones públicos, dois campings (um para casados, outro para solteiros) que contam com iluminação própria, ligações de energia, pias e seguranças e com capacidade para abrigar 15 mil pessoas, parque de diversões, feira comercial com 300 expositores, feira gastronômica e até um heliporto.
Mas nem sempre foi assim, esse gigantismo todo. Tudo começou em 1955, quando 20 jovens solteiros e bem sucedidos se reuniram e criaram o grupo "Os Independentes", com a ideia de promover festas com o tema sertanejo e arrecadar recursos para doação às entidades beneficentes locais. Logo no ano seguinte, 1956, eles promoveram a 1ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, ainda sem muita organização, realizada sob a lona de um circo velho no Recinto Paulo de Lima Correa. A partir daí, de acordo com o crescimento da festa, outros locais foram utilizados até que no ano de 1981 o presidente dos "Independentes", Daniel Bampa Neto, resolveu comprar um terreno de 40 alqueires fora da cidade para criar um espaço único para a realização da festa que só crescia em importância e participação popular. E foi o visionário presidente Mussa Callil Neto que fez-se tornar realidade, com projeto do renomado arquiteto Oscar Niemeyer, a estrutura atual do Parque do Peão.
Para contar um pouco dessa rica história, a Ambev, produtora da cerveja Brahma, produziu um documentário em parceria com a Vice Brasil, o filme "Barretos: Capital do Brasil", que foi lançado durante o evento deste ano, realizado em agosto. Vale a pena assistir, mesmo quem não gosta muito do universo sertanejo como eu.
Um grande abraço espinosense.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

1822 - Desfile da Independência em Espinosa

Debaixo do sol causticante da manhã do feriado da quinta-feira que comemorou a Independência do Brasil, os jovens estudantes espinosenses marcharam pelas ruas, praças e avenidas da cidade de Espinosa, passando em frente ao palanque onde estavam as maiores autoridades da administração pública, entre elas o prefeito municipal Mílton Barbosa Lima.
Com participação maciça de alunos e professores das várias escolas da cidade, o desfile, belo e deveras criativo, abrilhantou a festa cívica e tentou demonstrar o amor e o respeito do corpo discente pelo país, mesmo em tristes tempos de processos obscenos na política em que milhões são desviados dos cofres públicos em proveito de poucos privilegiados canalhas.
É sempre gratificante assistir ao espetáculo da homenagem ao país feita pelos estudantes e professores, mas como não sou hipócrita, confesso nunca ter gostado de participar desse verdadeiro suplício. São horas e horas de espera e marcha sob um sol escaldante e, em outras eras, com discursos quilométricos de algumas autoridades. Lembro-me bem que quando o grande orador, já falecido, Senhor Geraldo Anacleto se apossava do microfone para fazer o seu discurso, a gente já desanimava por completo por saber que aquilo seria bastante demorado. Honestamente, não tenho a mínima saudade desse tormento. Mas atualmente, pelo menos para mim, é satisfatório perceber a dedicação e a criatividade dos mestres na organização do desfile e também uma ótima chance de reencontrar pessoas que há muito tempo não via, como meu amigo Bá. Gratificante isso, mesmo. Fica aqui registrado os meus parabéns a todos os envolvidos nesta festa da cidadania.



O Hino da Independência é uma canção patriótica oficial que foi criada para comemorar a declaração da independência do Brasil. A música foi composta em 1822 por Dom Pedro I e a letra é do poeta Evaristo da Veiga. Coincidentemente o ano da sua criação, 1822, é o mesmo do número desta postagem.
Um grande abraço espinosense.



Hino da Independência
1
Já podeis da Pátria filhos,
Ver contente a Mãe gentil!
Já raiou a Liberdade
No horizonte do Brasil,
Já raiou a Liberdade
Já raiou a Liberdade
No horizonte do Brasil!
Refrão
Brava gente brasileira
Longe vá, temor servil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
2
Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil,
Houve mão mais poderosa,
Zombou deles o Brasil.
Houve mão mais poderosa
Houve mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil.
(Refrão)
3
O real herdeiro Augusto
Conhecendo o engano vil,
Em despeito dos tiranos
Quis ficar no seu Brasil.
Em despeito dos tiranos
Em despeito dos tiranos
Quis ficar no seu Brasil.
(Refrão)
4
Ressoavam sombras tristes
Da cruel Guerra Civil,
Mas fugiram apressadas
Vendo o anjo do Brasil.
Mas fugiram apressadas
Mas fugiram apressadas
Vendo o anjo do Brasil.
(Refrão)
5
Mal soou na serra ao longe
Nosso grito varonil;
Nos imensos ombros logo
A cabeça ergue o Brasil.
Nos imensos ombros logo
Nos imensos ombros logo
A cabeça ergue o Brasil.
(Refrão)
6
Filhos clama, caros filhos,
E depois de afrontas mil,
Que a vingar a negra injúria
Vem chamar-vos o Brasil.
Que a vingar a negra injúria
Que a vingar a negra injúria
Vem chamar-vos o Brasil.
(Refrão)
7
Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil:
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.
Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.
(Refrão)
8
Mostra Pedro a vossa fronte
Alma intrépida e viril:
Tende nele o digno chefe
Deste Império do Brasil.
Tende nele o digno chefe
Tende nele o digno chefe
Deste Império do Brasil.
(Refrão)
9
Parabéns, oh brasileiros,
Já com garbo varonil
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.
Do universo entre as nações
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.
(Refrão)
10
Parabéns; já somos livres;
Já brilhante, e senhoril
Vai juntar-se em nossos lares
A assembleia do Brasil.
Vai juntar-se em nossos lares
Vai juntar-se em nossos lares
A assembléia do Brasil.
(Refrão)

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

1821 - "You’re The Best Thing About Me", do U2

Não há nenhuma dúvida. Se vem do U2, pode apostar que é coisa boa. E é assim, com ótima qualidade na produção, a mais nova canção do quarteto irlandês divulgada há poucas horas na Internet. A música chama-se "You're The Best Thing About Me" e faz parte do novo álbum da melhor banda de rock da atualidade a ser lançado em breve, intitulado "Songs of Experience". Outra canção do disco, "The Blackout", foi divulgada no mês passado.
Tanto este novo álbum quanto o anterior, "Songs of Innocence", tiveram inspiração na coletânea de poemas "Songs of Innocence and of Experience", de 1789, de William Blake.
Um grande abraço espinosense.

You're The Best Thing About Me (U2)

When you look so good
The pain in your face doesn't show
When you look so good
And baby, you don't even know
When the world is ours
But the world is not your kind of thing
Full of shooting stars
Brighter as they're vanishing
Oh you've seen enough
To know it's children who teach
You're still free enough
To wake up on a bed or a beach

You're the best thing about me
The best thing that ever happened a boy
You're the best thing about me
I'm the kind of trouble that you enjoy
You're the best thing about me
The best things are easy to destroy
You're the best thing about me
The best thing about me

I been crying out
"how bad can a good time be? "
Shooting off my mouth
That's another great thing about me
I have everything
but I feel like nothing at all
There's no risky thing
for a man who's determined to fall

You're the best thing about me
The best thing that ever happened a boy
You're the best thing about me
I'm the kind of trouble that you enjoy
You're the best thing about me
The best things are easy to destroy
You're the best thing about me

Why am I
Why am I walking away? (Walking away)
Why am I walking away?

I can see it all so clearly
I can see what you can't see
I can see you love her loudly
When she needs you quietly

You're the best thing about me
The best things are easy to destroy
You're the best thing about me

Why am I
Why am I walking away? (walking away)
Why am I walking away






sexta-feira, 1 de setembro de 2017

1820 - Formatura de Juninho Rocha e da turma de Educação Física da Unopar

Mesmo com um pequeno atraso, não poderia deixar de registrar aqui mais importantes conquistas dos nossos conterrâneos no campo da educação, sempre motivo de enorme alegria. 
Lá da capital Belo Horizonte chegou-me a notícia da formatura de Paulo Geraldo Rocha Júnior, o Juninho (pra nós em Espinosa), ou PG Rocha (nas terras belo-horizontinas), no curso de Educação Musical da UFMG-Universidade Federal de Minas Gerais. Juninho é filho de Vani e de Paulinho de Florival, gente da melhor qualidade por quem tenho grande carinho. 


Já na nossa Espinosa a conquista é bem ampliada, com cerca de três dezenas de estudantes espinosenses concluindo o curso de Educação Física pela Unopar-Universidade Norte do Paraná, entre eles Erivan Gomes, Patrícia Giordani, Leka Gomes, Gislene Lima, Adriana Freitas, entre outros. Perdoem-me não ter como relacionar todos os formandos aqui, simplesmente por falta de informação, mas sintam-se também todos prontamente homenageados.


A todos esses dedicados estudantes, muitos conciliando trabalho e estudo de forma obstinada, os nossos parabéns pela grande vitória. Que tenham sucesso nas suas carreiras profissionais, levando alegria, saúde e bem estar aos seus alunos e que, mais importante, sejam extremamente felizes na execução das suas atividades, sempre com ética, humanidade, respeito e dignidade.


Aproveitando a oportunidade, neste dia em que se comemora o Dia do Profissional de Educação Física, 1º de setembro, quero parabenizar, além de todos os formandos desta turma da Unopar, todos os profissionais da área e em especial o meu amigo e grande amigo e parceiro de Ricardinho, o professor Marcelinho Gallo de Carvalho, exemplo de competência, dedicação e lealdade.  
Um grande abraço espinosense.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

1819 - Pelas estradas da Bahia

Viajar, colocar-se em movimento, sair da rotina, andar por outras estradas por aí, sempre é e será muito recompensador, ainda mais se for pelas entranhas da encantadora e minha amada Bahia, tão cheia de mistérios, de peculiaridades e de gente da melhor qualidade. E assim aconteceu nesse mundo maluco de hoje, em que até no mês de agosto, em pleno Sertão, o frio ainda permanece, surpreendendo a todos com sua presença inusitada. É como profetizou Bob Dylan: as coisas estão mudando. E quanto!
Na vastidão das terras baianas há muito o que descobrir, basta prestar atenção nos detalhes espalhados pelas estradas e lugares. Algumas singularidades são perceptíveis a cada quilômetro. É o vistoso ipê amarelo se destacando e colorindo a paisagem cinzenta do Sertão. É o garotinho chutando a bola na porta da casa junto com os amiguinhos. É a estrada apertada construída dentre as rochas. São os sertanejos encarapitados perigosamente por cima da carga na caçamba da caminhonete, assim como os motociclistas que insistem em desafiar o perigo sem o uso do capacete, todos completamente foras da lei. São os bravos nordestinos que montam suas barraquinhas na beira da estrada oferecendo de tudo um pouco aos viajantes, desde réstias de alho até uma boa pinga da roça. São as dezenas de belas e gigantescas usinas de geração de energia eólica espalhadas pelo topo da serra. São as hilárias placas criadas e expostas com tamanho bom humor pelos sagazes baianos. É a gigantesca ponte de concreto que nos permite voar por cima do tão maravilhoso e maltratado Velho Chico. É o intenso movimentar de automóveis e carretas levando gente e mercadorias de lá pra cá e de cá pra lá. É a imensidão das fazendas e suas plantações de algodão e a produção de feno. É o diminuto e humilde circo armado na pequena localidade à beira da rodovia. É por fim, a cidade que era apenas um pequeno distrito de Barreiras chamado de Mimoso do Oeste e que, ao se transformar na cidade de Luís Eduardo Magalhães há apenas 17 anos, cresce em ritmo alucinante, gerando riquezas e esperanças de tempos melhores. E tudo isso é apenas um pedacinho só da incrível e bela Bahia.
E se a Bahia é a terra de grandes poetas e pensadores, por que não um pouco de poesia e ideias?
"Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!" (Mário Quintana)
"A imaginação é mais importante que o conhecimento. Conhecimento auxilia por fora, mas só o amor socorre por dentro. Conhecimento vem, mas a sabedoria tarda." (Albert Einstein)
Um grande abraço espinosense.  

   

terça-feira, 29 de agosto de 2017

1818 - Minas é o grande campeão dos masters em Espinosa

Na manhã ensolarada e escaldante do último domingo, 27 de agosto, aconteceu a grande final do campeonato de futebol de campo entre veteranos promovido pela Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de Espinosa. 
E deu Minas! Com uma vitória convincente por 2 x 0 sobre o adversário, o Guarani, o Minas sagrou-se campeão e levantou a taça do torneio. O gols da grande vitória foram assinalados pelo goleiro Edvanderson, em cobrança de falta, e pelo atacante Lucélio, diante de cerca de duas mil pessoas presentes no Estádio Caldeirão.
A competição teve a participação de atletas com idade acima de 35 anos integrando 7 equipes, sendo elas além dos finalistas, Araponga, Bela Vista, Tanque de Pedra, Vila de Santana e Ypiranga. O Guarani conseguiu sua vaga na final após eliminar a equipe do Bela Vista nos pênaltis, após empate no tempo normal de jogo, enquanto o Minas passou pela equipe da Vila de Santana na semifinal vencendo por 3 x 0. 
Depois de toda a trajetória da competição iniciada no dia 28 de maio, com todos se enfrentando na primeira fase e os 4 melhores chegando às semifinais, destacaram-se o goleiro Edvanderson da equipe do Minas, que chegou ao final do torneio com apenas dois gols sofridos, e os jogadores Kelé (Guarani) e Lucélio (Minas), que foram os artilheiros do torneio, com 6 gols marcados. Na tarde do sábado a equipe da Vila de Santana havia ficado com a terceira colocação após bater a equipe do Bela Vista pelo placar de 1 x 0.
Parabéns ao Minas, o grande campeão, ao Guarani, segundo colocado e a todas as outras equipes participantes, bem como aos organizadores e promotores do importante evento esportivo, em especial ao secretário de esportes Wagner Oliva. Que no próximo ano tenhamos novamente a disputa da competição e, se possível, com uma melhor estrutura no estádio, com a substituição do gramado, e uma divisão etária mais ajustada, para possibilitar uma maior e mais justa participação dos atletas masters e seniors.
Um grande abraço espinosense. 

Minas, grande campeão

Guarani, vice-campeão

1817 - Finalmente, Pearl Jam no Hall of Fame of Rock and Roll

Eles poderiam já estar ao lado dos ícones no Hall da Fama do Rock and Roll há muito mais tempo, não fosse a exigência mínima de 30 anos desde o lançamento do primeiro álbum. Mas chegou a hora e finalmente os integrantes do Pearl Jam se juntaram aos Beatles, aos Rolling Stones, a Bob Dylan, a Jimi Hendrix e tantas outras lendas eternas do Rock, em cerimônia realizada no Barclays Center, em Nova York, em 7 de abril deste ano.
O responsável por fazer a introdução dos músicos do Pearl Jam no Hall of Fame of Rock and Roll seria o também roqueiro Neil Young, mas por um problema de saúde ele foi substituído por ninguém menos do que o excepcional apresentador de TV David Letterman, hoje aposentado. Como sempre imbatível na sua função de animar e entreter o público, Letterman arrasou, misturando emoção e aquela sua sensacional pitada humorística. Um dos momentos mais emocionantes aconteceu quando Letterman mostrou ao público um violão presenteado ao seu filho Harry pelo Eddie Vedder, em uma apresentação no programa Late Show. Letterman leu o bilhete escrito por Vedder naquela oportunidade, endereçado ao pequeno Harry, e elogiou a trajetória musical do músico bem como a sua preocupação e luta em questões civis e humanitárias.
Além dos músicos atuais que receberam a homenagem pela introdução do Pearl Jam no Hall da Fama do Rock and Roll, Eddie Vedder, Stone Gossard, Mike McCready, Jeff Ament e Matt Cameron, estiveram presentes como convidados os outros bateristas que tocaram com a banda, Dave Krusen, Matt Chamberlain e Jack Irons. Dave Abbruzzese, mesmo convidado, não apareceu.
Após o discurso de introdução de David Letterman, o Pearl Jam subiu ao palco e tocou quatro canções: "Alive", "Given to Fly" e "Better Man". Na performance de "Rockin´ in the Free World", cover de Neil Young, alguns integrantes do Yes, Rush e Journey também participaram.
Nesta noite de festa da música no Barclays Center, em Nova York, foram introduzidos no Hall da fama do Rock and Roll, além do Pearl Jam, os grandes músicos Joan Baez e Tupac Shakur e as bandas Yes, ELO (Electric Light Orchestra) e Journey. O presidente do Rock and Roll Hall of Fame, Jann Wenner, prestou homenagem ao grande Chuck Berry, o inventor do Rock, e ao Prince, que faleceram recentemente.
Um grande abraço espinosense.

David Letterman

Journey

Joan Baez

Yes

Pearl Jam


quinta-feira, 24 de agosto de 2017

1816 - Saudades do futebol de salão de Espinosa

Parece que os bons tempos do futebol de Espinosa irão retornar. Com a realização de competições importantes na cidade atualmente, é bem possível que o prazer de jogar e assistir ao futebol retorne aos habitantes da nossa cidade. 
Em determinada época, lá pelos anos 80, o futebol de salão era um dos esportes mais praticados na cidade, mesmo com a oferta de poucas quadras esportivas. Mas os campeonatos promovidos pelos clubes Toca dos Craques e AABB movimentavam a cidade, com boa quantidade de torcedores presentes nas quadras, na torcida pelas equipes, normalmente patrocinadas por empresas.
A fotografia abaixo mostra os participantes de uma partida (não posso precisar se amistosa ou valendo por algum campeonato) entre as equipes do Banco do Brasil, de branco, e da Drogaria União, de verde. Em pé, da esquerda para a direita, estão: Quinha, Gerinha, Beto de Horácio, Josias Breder, Wanderley Coelho, Tiãozinho, Fonso e Tonhão. Agachados estão João Carlos, Inga, Mangabinha, Eustáquio, Wagner Barateiro, Cláudio Renault e Carlinhos Meloso. 
Imagino que muito poucos dessa turma aí ainda estão em atividade esportiva correndo atrás de uma bola. O tempo não para, não é mesmo? Mas nunca é demais recordar dos bons tempos e das velhas amizades com essas pessoas maravilhosas, muitas delas espalhadas pelos mais distantes lugares do país.
Um grande abraço espinosense. 


quarta-feira, 16 de agosto de 2017

1815 - 40 anos sem Elvis

No ano de 1977, meio do mês de agosto precisamente, o saudoso desportista Mateus Salviola Antunes, que dá nome ao Ginásio Poliesportivo da cidade de Espinosa, conseguiu, com doações da população, a proeza de levar os jogadores do Cruzeirinho, ainda meninos, para Belo Horizonte enfrentar o time juvenil do Cruzeiro Esporte Clube, em uma partida amistosa. Aquela partida inesquecível para nós aconteceu no campo da sede do clube, no Barro Preto. O nosso time foi derrotado pelo placar de 3 x 1. Lembro-me como hoje da nossa emoção e perplexidade em conhecer a gigantesca capital do Estado de Minas Gerais, de ter oportunidade de jogar contra atletas de um clube profissional, de conhecer a Toca da Raposa e de ver de perto o craque Joãozinho, um dos poucos presentes ali naquele momento, por estar na enfermaria, recuperando-se de contusão. Em um daqueles dias, entramos em campo, com Valdo Pezão no gol; Cleone e Jorjão nas laterais; Jânio e Péba na zaga; Eustáquio, Benildo e Zinho no meio-campo e Euclides, Tatuzinho e Sérgio no ataque. Também jogaram Jorginho, Cal e Palau, que eu me lembre.

Em pé: Péba, Zinho, Jânio, Cleone, Valdo Pezão e Jorjão;
Agachados: Euclides, Benildo, Tatuzinho, Sérgio e Eustáquio.

Mas por que essa lembrança futebolística? Não é tanto pelo momento maravilhoso da minha vida e da história vencedora e brilhante do Cruzeirinho Esporte Clube, mas sim porque neste mesmo período, exatamente no dia 16 de agosto daquele ano morria um dos maiores ídolos da história da música mundial, o Rei do Rock Elvis Presley. Foi uma onda de tristeza imensa que se espalhou rapidamente pelo mundo.

Elvis veio ao mundo em 8 de janeiro de 1935 na cidade de Tupelo, no Mississippi, filho de uma operária têxtil e de um caminhoneiro. Aos 13 anos mudou-se com a família para Memphis, no Tennessee, completou o segundo grau e gravou, aos 19 anos, o primeiro disco que o iria levar em breve ao estrelato. Serviu ao Exército, casou-se com Priscilla Beaulieu e também fez sucesso no cinema. Mas o mais importante foi que Elvis conseguiu a proeza de misturar em sua música Blues, Country, Rhythm and Blues, Gospel, Rock e Música Negra, mesmo em tempos de cisão social e racial e agradar a todos, influenciando músicos pelo mundo inteiro. No sucesso estrondoso que fez, vendeu mais de 1 bilhão de discos e até hoje é um dos artistas que mais faturam, mesmo após a morte.


Elvis nos deixou no dia 16 de agosto de 1977, quando foi encontrado morto em sua mansão de Graceland, hoje transformada em local de peregrinação dos fãs.
Passados 40 anos de seu falecimento precoce aos 42 anos de idade, sua voz privilegiada, seu talento carismático e sua presença marcante exibida pelos palcos do mundo permanecem eternizadas na mente não só daqueles que o idolatram. Elvis Aaron Presley, como todos aqueles a quem amamos e que sobem aos céus antes de nós, vive para sempre.
Um grande abraço espinosense.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

1814 - Internacional é o grande campeão do Campeonato Amador de Espinosa que homenageia Ivan Soares

O esporte espinosense esteve em clima de decisão e de festa na manhã deste domingo, 13 de agosto. No gramado do Estádio Caldeirão, onde já mostraram sua arte com a bola nos pés grandes craques de Espinosa e de outras cidades da região, os atletas das equipes do Internacional e do Charco fizeram a grande final do Campeonato Amador da temporada 2017, que homenageia o grande ídolo do esporte da cidade, o goleiro Ivan Soares. A competição realizada pela Secretaria de Esporte, Lazer, Turismo, Infância e Juventude, sob o comando do versátil e dinâmico Wagner Oliva, trouxe de volta aos amantes do futebol da cidade a oportunidade de ir a campo assistir a seus conterrâneos praticar o esporte mais amado do país. E, claro, torcer pelo seu time do coração.
Após uma jornada de muitos jogos, chegaram às finais as equipes do Internacional e do Charco. O Inter classificou-se depois de um empate no tempo normal da semifinal contra o Náutico, vencendo por 5 x 4 nos pênaltis. Já o Charco conseguiu a classificação após vencer o Las Vegas pelo placar de 2 x 0.


Na partida decisiva deste domingo, após 90 minutos de intensa competição, as equipes se equivaleram na performance em campo com um resultado final de empate em 1 x 1. O jogador Zico marcou ainda no primeiro tempo para o Charco e o Internacional empatou na segunda etapa através de Chupa. Assim, a decisão foi para as emocionantes cobranças de pênaltis. E o Internacional foi mais competente e venceu a série de cobranças por 4 x 3. Além da taça de campeão conquistada com méritos no domingo de Dia dos Pais, o Internacional ainda abocanhou um prêmio de mil reais oferecido pela Prefeitura. 



Charco, vice-campeão

O Campeonato Amador de Espinosa teve início em 28 de maio e contou com a participação de 11 equipes divididas em duas chaves. Na chave A estavam Juventus, Internacional, Lagoa do Marroaz, Alambique, Las Vegas e Várzea da Pedra; na chave B estavam Náutico, Charco, Santana, La Bombonera e São Pedro. 
Parabéns a todos os integrantes da equipe campeã do Internacional pela grande vitória, em especial ao meu amigo Rafael. Parabéns também à equipe do Charco, vice-campeã, e aos promotores do importante evento esportivo. Que ano que vem tenha mais! 
Fotos: Wagner Oliva do Jornal de Espinosa.
Um grande abraço espinosense.

domingo, 13 de agosto de 2017

1813 - Missão cumprida no 4º Futebol Solidário

Missão cumprida, graças a Deus! Pelo quarto ano consecutivo, os amigos de André e Ricardo promoveram uma ação solidária no intuito de arrecadar alimentos não perecíveis e fraldas geriátricas descartáveis para doação à instituição beneficente Lar das Velhinhas, que cuida de idosas desamparadas. Foram arrecadados e já entregues à instituição, 125,5 kg de alimentos e mais 1.881 fraldas. Os que prometeram doações e que até o momento não o fizeram, ainda estamos aguardando.
Para conhecimento de todos, o Centro Feminino de Longa Permanência "Lar das Velhinhas" funciona na Rua Dom João Pimenta, nº 65, no centro de Montes Claros. É uma "entidade civil, filantrópica, sem fins lucrativos, de cunho social, beneficente e assistencial, que tem como finalidade cuidar de pessoas idosas do sexo feminino, dando-lhes assistência alimentar, fornecendo-lhes atividades recreativas, religiosas, abrigo e proteção. A instituição sobrevive de doações com o envolvimento de toda a sociedade, sendo que atualmente acolhe 75 (setenta e cinco) mulheres idosas, incluindo deficientes. As visitas ocorrem aos domingos e quartas-feiras das 15 às 16h30. Toda última sexta-feira do mês acontece lá uma Missa, sempre realizada às 17h30." (Informações retiradas da página da instituição no Facebook).


O evento Futebol Solidário, na sua quarta edição, foi realizado na manhã do sábado passado, dia 5 de agosto, no Campo José Carlos Gomes, na Associação Atlética Banco do Brasil de Montes Claros. Por volta das 9 horas, entraram em campo os amigos de André e Ricardo representando a OAB e o MaxMin. A equipe de camisa verde, o MaxMin venceu o confronto pelo placar de 3 x 2. Marcaram para o time vencedor, Eduardo (2 vezes) e Gustavo. Para o time vermelho, da OAB, marcaram Eduardo e Marcelinho. Logo após o encerramento deste jogo, aconteceu uma rápida cerimônia de abertura. Foram feitos os agradecimentos a todos pela presença, pela participação nas práticas esportivas e, principalmente, pela ajuda humanitária em prol do Lar das Velhinhas. Foi lida uma mensagem do grande gênio do cinema, Charles Chaplin, inserida no clássico "O Grande Ditador", para reflexão de todos sobre o momento triste de ódio e intolerância entre as pessoas em todo o mundo atualmente. Todos ouviram o Salmo 23 e rezaram juntos e abraçados o Pai Nosso, em memória das almas de André, Ricardo e de todos os familiares e amigos que já não estão entre nós. Para descontrair, foram interpretadas duas canções que falam de paz, amor e reflexão sobre a vida: "O Sal da Terra", de Beto Guedes, e "Epitáfio", dos Titãs. Logo em seguida aconteceu a partida de futebol society das meninas e depois o confronto entre os amigos de André e Ricardo, este terminando empatado em 6 x 6. Neste momento, simultaneamente, aconteciam também disputas nas quadras de areia do clube envolvendo as turmas do Beach Tennis e do Futevôlei.






São inúmeros agradecimentos a registrar, a começar pelo presidente da AABB, Mauro Rodrigues, que mais uma vez, com a maior boa vontade, nos cedeu as instalações do clube para que pudéssemos realizar mais essa festa de confraternização e solidariedade. Agradecimentos ainda a Emílio Malveira (Bilu) e Daniel (Candango) pelo apoio; a Juninho (Xana) e Mauro Tupy pela essencial ajuda na arbitragem; a Thiaguinho e Marquinhos pela indispensável atuação nos gols; a Gabriel Rodrigues, Jordana e Aline pela apresentação musical; a Karine Machado, Júlio Dídimo, André Felipe (Decão), Bruno Jobert (Bejota), Júnior Falcon e Jean pela convocação dos atletas envolvidos nas disputas esportivas e a todos aqueles que, de coração aberto, estiveram presentes, participando do nosso humilde evento e a todos os que, caridosamente, fizeram as suas doações em prol das idosas do Lar das Velhinhas. Agradecimento especial aos amigos Rildo, que veio de Espinosa, e meus compadres Maurício e Anny, que vieram de Vitória da Conquista para nos prestigiar. Outro muito obrigado vai para João Sérgio, o Serginho, que lá em Espinosa arrecadou doações suas e dos caros colegas do Banco do Brasil para nos ajudar.
Só podemos rogar a Deus todo-poderoso para que cubra de bênçãos todos vocês e suas famílias. O nosso muitíssimo obrigado por toda a ajuda, apoio e confiança. Que Deus os recompense em abundância por tamanho gesto de desprendimento e amor para com o próximo. Valeu, pessoal!
Um grande abraço espinosense.