Espinosa, meu éden

Espinosa, meu éden

terça-feira, 24 de abril de 2018

1961 - Um fim de semana de Cinema e Música em MOC

Aqueles que apreciam cultura em Montes Claros não podem se queixar da falta de opções neste final de semana. O weekend montes-clarense proporcionou a todos, de forma gratuita e em locais agradabilíssimos da cidade, o acesso à boa música e à magia da sétima arte. 
Na Praça da Matriz, aconteceu a 3ª Mostra de Cinema de Montes Claros, que apresentou ao público cinéfilo, filmes produzidos pela homenageada, a produtora montes-clarense Vânia Catani, fundadora da Bananeira Filmes. O evento, uma realização do Cinema Comentado Cineclube, com o incentivo do Sistema Municipal de Incentivo à Cultura (Sismic) e o apoio do CCRAV e da Pro-Art Produtora Audiovisual, abriu espaço para, além da exibição dos filmes, a promoção de cursos e debates com cineastas e especialistas em mídia, entre eles Anita Rocha da Silveira (Cineasta, diretora do filme "Mate-me Por Favor"), Rodrigo de Oliveira (Cineasta, diretor do documentário "Todos os Paulos do Mundo"), Dr. Heiberle Hirsgberg Horácio (Diretor de filmes e projetos em escolas públicas do Rio de Janeiro e professor do Departamento de Filosofia da Unimontes), Cristiane Vilhena Lima (Jornalista, produtora dos vídeos "Habitat" e "Rua Halfeld") e Dr. Moisés Coppe (Professor do núcleo de mídias educacionais CEAD/UFJF). 


Entre a Praça Doutor Chaves (da Matriz) e o Centro Cultural Hermes de Paula, nos dias 19, 20, 21 e 22 de abril, foram apresentados na Mostra os filmes: "O Palhaço", "Todos os Paulos do Mundo", "Mate-me Por Favor", "Narradores de Javé", "Redemoinho", "Favela on Blast", "A Festa da Menina Morta", "Deserto" e "O Filme da Minha Vida". Entre as atrações musicais, se apresentaram na praça os artistas Amanda Souza, A Outra Banda da Lua, TiriTrio e Banda Fvro.
Mesmo apreciando a magia do cinema, confesso que me entusiasmei mesmo foi pela voz possante, gostosa e afinadíssima da Marina Sena, vocalista da banda A Outra Banda da Lua, que fez sua performance na noite de sexta-feira. Apaixonei-me imediatamente pelo trabalho da menina. Canta demais ela! Já estou preparando uma postagem sobre ela e sua turma aqui no nosso blog. 


Já no ambiente bucólico e verdejante do Parque Municipal Mílton Prates, o que imperou na brilhante manhã do domingo foi o Chorinho. O ritmo tipicamente brasileiro, classificado como "um samba mais fino e requintado e instrumentalmente mais elaborado", teve o seu dia nacional comemorado com uma apresentação que reuniu vários músicos do cenário local, entre eles as turmas do Instrumental Geraldo Paulista e do Clube do Choro de Montes Claros, além da participação de músicos convidados como o jovem flautista Marcos Aguilar, a sanfoneira Isabela e a ótima cantora que, infelizmente, não consegui descobrir o nome. Dezenas de pessoas estiveram prestigiando o evento, em clima de muita paz e harmonia, em meio às muitas famílias com suas crianças e animais de estimação que aproveitaram o domingo para curtir a tranquilidade e a beleza do parque.
Se a alegria e o prazer foram especiais com essa bendita interação com o cinema e a música, duas das minhas paixões, melhorou ainda mais após o encontro, lá no Parque, com pessoas tão queridas da nossa Espinosa, como Lúcia Cangussu e seu filho Léo e a sempre parceira atleticana Vanessa Mourão. Trem "bão" demais, sô! 
Um grande abraço espinosense. 


sexta-feira, 20 de abril de 2018

1960 - A Copa do Brasil se afunila

Na manhã desta sexta-feira, 20 de abril, foi realizado o sorteio dos confrontos da próxima fase da Copa do Brasil, a de oitavas de finais, já com a presença das equipes que disputam a Copa Libertadores (Chapecoense, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Palmeiras e Santos e Vasco) e mais o Campeão da Série B (América-MG), o Campeão da Copa do Nordeste (Bahia) e o Campeão da Copa Verde (Luverdense). Estes 11 times se reuniram com os 5 classificados da fase anterior, quais sejam o Atlético, o Atlético-PR, o Goiás, a Ponte Preta e o Vitória.
Após o sorteio assim ficaram os confrontos das oitavas:

Jogos de ida:
25-04-2018 - Quarta-feira - 19h30 - Serra Dourada - Goiás x Grêmio
25-04-2018 - Quarta-feira - 21h50 - Barradão - Vitória x Corinthians
02-05-2018 - Quarta-feira - 19h30 - Independência - Atlético x Chapecoense
02-05-2018 - Quarta-feira - 21h50 - Moisés Lucarelli - Ponte Preta x Flamengo
09-05-2018 - Quarta-feira - 19h30 - Vila Belmiro - Santos x Luverdense
09-05-2018 - Quarta-feira - 19h30 - Arena da Baixada - Atlético-PR x Cruzeiro
09-05-2018 - Quarta-feira - 21h50 - Independência - América-MG x Palmeiras
09-05-2018 - Quarta-feira - 21h50 - Fonte Nova - Bahia x Vasco

Jogos de volta: 
Chapecoense x Atlético
Corinthians x Vitória
Cruzeiro x Atlético-PR
Flamengo x Ponte Preta
Grêmio x Goiás
Luverdense x Santos
Palmeiras x América-MG
Vasco x Bahia

As datas dos confrontos serão em 25/04, 02/05/, 09/05, 16/05 e 23/05.


Para o Cruzeiro, um adversário um tanto complicado, o Atlético-PR, que vem apresentando boa performance e uma equipe bastante competitiva na temporada, agora sob o comando do Fernando Diniz. Para o América, uma missão quase impossível, derrotar o todo poderoso Palmeiras. Para o Atlético, um adversário bastante aguerrido mas, entre todos os possíveis, o menos qualificado, com amplas chances de o alvinegro das Gerais conseguir a classificação, isso se conseguir um equilíbrio e uma melhora substancial no desempenho.   
Um grande abraço espinosense.


quarta-feira, 18 de abril de 2018

1959 - Maíra Lemos, uma simpatia de talento

Alguns moradores de Montes Claros e do Norte de Minas se lembrarão dela como repórter e apresentadora do Jornal MG InterTV. Já os telespectadores mineiros se recordarão dela como apresentadora do Globo Esporte Minas. Falo da Maíra Lemos.
Sempre com uma capacidade ímpar de encantar e um carisma digno de elogios, esta talentosa, linda e simpática jornalista mineira resolveu dar uma guinada gigante na carreira jornalística e demitiu-se da toda-poderosa Rede Globo de Televisão, após mais de 6 anos de carreira lá. Com essa atitude corajosa e para muitos, maluca, ela decidiu explorar novos caminhos e ser feliz fazendo o que realmente lhe dá prazer: contar histórias. Assim, lançou um canal no You Tube onde explora lugares mineiros de rara beleza e riqueza, descobrindo gente inspiradora e com suas histórias cheias de surpresas. 
Maíra Lemos tem um dom excepcional para se comunicar, um jeito deveras descontraído que conquista a todos. Ela é autêntica, verdadeira, não faz tipo nem pose. Formou-se em Jornalismo e Publicidade pela Pontifícia Universidade Católica - PUC-MG e começou a trabalhar na Rede Minas no programa "Agenda" como repórter e no programa "Alto Falante" como apresentadora. Antes, na faculdade, foi repórter e apresentadora dos programas "TV Tribo" e "Quatro em Quatro" da PUC TV. Dali saiu para a TV Alterosa para trabalhar no programa "Feminina". Passou para a área esportiva, atuando no programa "Alterosa Esporte". Continuando a caminhada profissional, foi para a Rede Record Minas, onde trabalhou como repórter nos programas "Hoje em Dia" e "Esporte Fantástico" e como apresentadora no "Esporte Record". Com mais visibilidade sobre a sua competência, acabou entrando na Globo Minas onde passou a apresentar o "Globo Esporte". Com todo o poderio televisivo da Vênus Platinada, seu carisma e seu talento foram muito mais percebidos pelo público telespectador, o que a fez tornar-se bastante conhecida nacionalmente. Mas Maíra não se deixou influenciar pelo sucesso e resolveu seguir o caminho da felicidade. Largou o emprego tão almejado por muitos e decidiu se aventurar no mundo que lhe traz prazer e encantamento: conhecer gente, conversar com as pessoas comuns, descobrir e contar as histórias escondidas de seres e lugares iluminados desta nossa linda e misteriosa Minas Gerais. E o resultado não poderia ser diferente, um canal especial que mostra a todo o mundo que gente é o que realmente importa.
Sou fã incondicional dessa menina meiga, linda, talentosa, autêntica, humana e carismática de nome Maíra Lemos. Que ela conquiste, mais do que sucesso e reconhecimento, a paz e a realização pessoal. Boa sorte, Maíra!
Um grande abraço espinosense.  
      
Canal da Maíra Lemos no You Tube - Vídeo inédito toda segunda feira. Site: mairalemos.com









sábado, 14 de abril de 2018

1958 - Cruzeiro e Grêmio dão início a mais uma disputa do Brasileirão

É tempo de se iniciar mais uma disputa do mais importante campeonato nacional de clubes, o Campeonato Brasileiro, carinhosamente chamado de Brasileirão. Com a participação de 20 grandes clubes, a competição promovida pela Confederação Brasileira de Futebol terá seu primeiro jogo neste sábado, 14 de abril, às 16 horas, o confronto entre Cruzeiro e Grêmio no Mineirão, e terminará no primeiro domingo de dezembro, dia 2. Até lá, serão disputadas 380 partidas com as já previstas surpresas e emoções de sempre.
Como sempre, é tempo de se aventurar nas previsões, baseando-se na situação presente dos times e com os elencos atuais. Com as chamadas janelas e com as contratações que ainda poderão acontecer, tudo pode mudar completamente. Mas como conjecturar ainda é grátis, por que não palpitar?
Com o suporte de um caminhão de dinheiro de patrocínio, o Palmeiras surge inevitavelmente como o maior favorito à conquista do título. Escudado em um elenco de grandes nomes, o Palestra Itália tem todas as condições para levantar a taça de campeão em dezembro, mesmo com a desconfiança devido à perda do título paulista. O Grêmio de Renato Portaluppi, campeão da Libertadores, da Recopa e agora há pouco, do Campeonato Gaúcho, também vem com enormes condições de brigar pelo título. Acrescento aos postulantes ao título de 2018 mais duas equipes: o Cruzeiro, Campeão Mineiro, e o Flamengo, que vem de uma boa reestruturação financeira e com possibilidades de montar uma equipe competitiva. O Corinthians também tem boas chances de estar junto com esses na briga pelo primeiro lugar, mas com menos possibilidades de sucesso, imagino.
Para conseguir uma vaga na Libertadores, penso que estarão na turma de pretendentes as equipes do Santos, Atlético, Internacional e Atlético Paranaense. Na parte intermediária da tabela, imagino que estarão as equipes do São Paulo, Vasco, Botafogo e Fluminense. Já na luta desesperadora para não sucumbir para a Segunda Divisão estarão o restante das equipes. Na minha cabeça os favoritos ao rebaixamento são o América, o Paraná, o Ceará e o Sport. Isso são só percepções, palpites, pressentimentos de uma mente vulgar, nada sério, portanto.
Tudo o que previ aí em cima pode amanhã estar completamente divergente da realidade, até com o meu Atlético vivendo perigosamente na linha do descenso. Não duvido de nada, pois se há uma coisa imprevisível neste nosso mundo, é o tal do futebol. Vamos aguardar os acontecimentos, então.
Um grande abraço espinosense.
     

No primeiro turno o Atlético deverá aproveitar ao máximo o fato de jogar 11 de suas 19 partidas no Estádio Independência.
Tabela do Atlético no Brasileirão 2018 - 1º Turno:
1ª rodada - Domingo - 15/04/2018 - São Januário - 16:00 - Vasco x Atlético
2ª rodada - Domingo - 22/04/2018 - Independência - 16:00 - Atlético x Vitória
3ª rodada - Domingo - 29/04/2018 - Independência - 16:00 - Atlético x Corinthians
4ª rodada - Sábado - 05/05/2018 - Morumbi - 19:00 - São Paulo x Atlético
5ª rodada - Domingo - 13/05/2018 - Arena da Baixada - 16:00 - Atlético-PR x Atlético
6ª rodada - Sábado - 19/05/2018 - Independência - 16:00 - Atlético x Cruzeiro
7ª rodada - Sábado - 26/05/2018 - Independência - 21:00 - Atlético x Flamengo
8ª rodada - Quarta-feira - 30/05/2018 - Ilha do Retiro - 19:30 - Sport x Atlético
9ª rodada - Sábado - 02/06/2018 - Independência - 16:00 - Atlético x Chapecoense
10ª rodada - Quinta-feira - 07/06/2018 - Independência - 21:00 - América x Atlético
11ª rodada - Domingo - 10/06/2018 - Independência - 16:00 - Atlético x Fluminense
12ª rodada - Quarta-feira - 13/06/2018 - Independência - 21:45 - Atlético x Ceará
13ª rodada - Quarta-feira - 18/07/2018 - Arena do Grêmio - Grêmio x Atlético
14ª rodada - Domingo - 22/07/2018 - Allianz Arena - Palmeiras x Atlético
15ª rodada - Quarta-feira - 25/07/2018 - Independência - Atlético x Paraná
16ª rodada - Domingo - 29/07/2018 - Fonte Nova - Bahia x Atlético
17ª rodada - Domingo - 05/08/2018 - Independência - Atlético x Internacional
18ª rodada - Domingo - 12/08/2018 - Independência - Atlético x Santos
19ª rodada - Domingo - 19/08/2018 - Engenhão - Botafogo x Atlético


Tabela do Cruzeiro no Brasileirão 2018 - 1º Turno:
1ª rodada - Sábado - 14/04/2018 - Mineirão - 16h00 - Cruzeiro x Grêmio
2ª rodada - Domingo - 22/04/2018 - Maracanã - 16:00 - Fluminense x Cruzeiro
3ª rodada - Domingo - 29/04/2018 - Beira-Rio - 19:00 - Internacional x Cruzeiro
4ª rodada - Domingo - 06/05/2018 - Mineirão - 16:00 - Cruzeiro x Botafogo
5ª rodada - Domingo - 13/05/2018 - Mineirão - 11:00 - Cruzeiro x Sport
6ª rodada - Sábado - 19/05/2018 - Independência - 16:00 - Atlético x Cruzeiro
7ª rodada - Domingo - 27/05/2018 - Pacaembu - 16:00 - Santos x Cruzeiro
8ª rodada - Quarta-feira - 30/05/2018 - Mineirão - 21:45 - Cruzeiro x Palmeiras
9ª rodada - Domingo - 03/06/2018 - Castelão - 19:00 - Ceará x Cruzeiro
10ª rodada - Quarta-feira - 06/06/2018 - Mineirão - 21:45 - Cruzeiro x Vasco
11ª rodada - Domingo - 10/06/2018 - Arena Condá - 11:00 - Chapecoense x Cruzeiro
12ª rodada - Quarta-feira - 13/06/2018 - Durival Britto - 19:30 - Paraná x Cruzeiro
13ª rodada - Quarta-feira - 18/07/2018 - Mineirão - Cruzeiro x América
14ª rodada - Domingo - 22/07/2018 - Mineirão - Cruzeiro x Atlético-PR
15ª rodada - Quarta-feira - 25/07/2018 - Arena Corinthians - Corinthians x Cruzeiro
16ª rodada - Domingo - 29/07/2018 - Mineirão - Cruzeiro x São Paulo
17ª rodada - Domingo - 05/08/2018 - Barradão - Vitória x Cruzeiro
18ª rodada - Domingo - 12/08/2018 - Maracanã - Flamengo x Cruzeiro
19ª rodada - Domingo - 19/08/2018 - Mineirão - Cruzeiro x Bahia

sexta-feira, 13 de abril de 2018

1957 - Vamos eleger a Pathy como Craque da Galera do Vôlei?

Ninguém, em tempo algum, levou para mais longe e com tamanha positividade o nome da nossa terra Espinosa neste vasto mundo que uma menina chamada Ana Patrícia Silva Ramos. Pathy, a cada dia que passa, melhora seu desempenho, conquista medalhas e consolida seu lugar no pódio do esporte brasileiro, enchendo-nos de orgulho e mantendo sua humildade serena.
Se ela nos encanta a cada novo amanhecer, por que não valorizá-la demonstrando o nosso reconhecimento pelo seu trabalho?
A Confederação de Vôlei de Praia está com uma enquete no seu site para escolher os destaques da temporada, com a eleição dos craques da galera através dos votos dos internautas. Então é hora de participarmos todos, votando na Pathy. É simples:
Acesse o endereço "http://voleidepraia.cbv.com.br/craque-da-galera";
Selecione o nome "Ana Patrícia" no campo da direita: "Concorrentes Feminino - selecione uma atleta";
Clique no botão e confirme seu voto. Pronto, valeu!
A votação nos craques da galera vai até dia 25 de abril às 23h59.
Dê o seu voto e peça para os seus familiares e amigos para votar também. A escolha dela como craque da galera do vôlei de areia será uma questão de justiça e gratidão. Desde já, agradeço.
Um grande abraço espinosense.


1956 - Luzes sobre Maria Madalena

Em uma sala bem fria, por conta do ar condicionado no máximo em função de mais uma tarde escaldante de Montes Claros, e com a companhia silenciosa de apenas mais outros quatro espectadores, todos mulheres, assisti dias atrás, na sessão das 15h30, à história de uma das mais enigmáticas personagens bíblicas, Maria Madalena.
Foram vários os rótulos a ela destinados pela história: prostituta, santa, esposa de Jesus, feminista e a única mulher apóstola. Na Bíblia, seu nome é citado por 17 vezes. Ela teria sido uma das figuras presentes ao sacrifício de Jesus Cristo na cruz e teria sido escolhida para a sagrada missão de ser a primeira a vê-lo após a morte e fazer o anúncio aos apóstolos da sua ressurreição.   
Maria Madalena nasceu na cidade de Magdala, uma vila de pescadores situada próxima ao Mar da Galileia, a cerca de 10 km de Cafarnaum. Sua vida é contada através dos séculos das mais variadas formas, com versões positivas e negativas à sua trajetória. Até a própria Igreja Católica, através do papa Gregório Magno (540-604), fomentou a ideia de que ela havia sido prostituta e pecadora, até ser convertida por Jesus. Há pouco tempo, no ano de 2016, o Papa Francisco reafirmou a crença da Igreja na santidade de Maria Madalena, transformando em festa litúrgica a data de 22 de julho.


   
No filme dirigido por Garth Davis, que estreou neste 15 de março, Maria Madalena é apresentada como uma mulher ao mesmo tempo frágil e forte, titubeante e decidida, submissa e revolucionária. Naqueles tempos em que a mulher tinha muito menos espaço na sociedade que nos dias atuais, ela teve a coragem de confrontar sua família e quebrar paradigmas machistas de então ao decidir se juntar aos apóstolos, todos homens, para seguir Jesus. 
A figura central do filme é Maria Madalena. A história de Jesus Cristo aparece em plano secundário, em pequenos trechos, sem muito alarde. A ideia principal é mostrar a protagonista como um ícone de fé e determinação de sua época e o quanto ela foi importante e guerreira na tarefa de apoiar Cristo na sua difícil caminhada na pregação de uma nova concepção de mundo, fincado na paz, na harmonia e no amor. 
Olhando à nossa volta, em pleno Século XXI, a constatação triste e decepcionante a que chegamos é a de que, mesmo com a sua mensagem clara e cristalina sobre o caminho que deveríamos seguir para alcançar o Reino dos Céus, muitos seres humanos ainda não o compreenderam. Triste e dolorosa realidade.
Mesmo que você não acredite em Deus, ou seja de outra religião que não a Católica, não deixe de assistir ao filme, uma criação produzida com muito esmero, sem panfletagem barata, e com uma visão justa e legítima da mulher que esteve sempre próxima do maior ser humano da história. Você também tem toda a liberdade de discordar da visão do diretor, mas o melhor de tudo é poder refletir sobre a sua maneira de enxergar a história. É da visualização e aceitação ou não da pluralidade de ideias sobre os mais variados temas que crescemos como seres pensantes. Afinal de contas, é apenas um filme, construído sob uma visão íntima e pessoal do seu criador. E só. A cada um é dado o direito de acreditar e desacreditar no que quiser, democraticamente. 
Um grande abraço espinosense.      

Elenco:
Rooney Mara (Maria Madalena)
Joaquin Phoenix (Jesus Cristo)
Chiwetel Ejiofor (Pedro)
Tahar Rahim (Judas)
Ariane Labed (Raquel)
Michael Moshonov (Mateus)
Denis Ménochet (Daniel)
Lubna Azabal (Suzana)
Tawfeek Barhom (Tiago)
Ryan Corr (José)
Shira Haas (Léia)
Jules Sitruk (Aarão)
Zohar Shtrauss (João)
Lior Raz (líder da comunidade)
Hadas Yaron (Sarah)

Data de lançamento: 15 de março de 2018 (Brasil)
Direção: Garth Davis
Gênero: Drama
Duração: 119 min
Roteiro: Helen Edmundson e Philippa Goslett
Distribuidora: Universal
Música composta por: Jóhann Jóhannsson, Hildur Guðnadóttir
Classificação: 12 Anos


quinta-feira, 12 de abril de 2018

1955 - A evolução da bateria do U2

Pouca gente visualiza a música produzida no mundo em suas particularidades, ouvindo separadamente as performances de cada músico. Não sabem esses o que estão perdendo. É uma maravilha ouvir cada música, com um bom fone de ouvido, e perceber o som de cada instrumento de forma isolada do contexto geral. Assim é que me deparei com este interessante vídeo que apresenta uma evolução do som da bateria da banda irlandesa U2 na sua notável e bem-sucedida carreira. O autor do vídeo é o baterista Justin Amos, um fã do U2 e dos Beatles, conclusão lógica a que se chega pelos posteres nas paredes do seu quarto. Ele passeia por 20 clássicos da melhor banda de Rock dos tempos modernos, uma verdadeira jornada de prazer e alegria, desde "I Will Follow" do álbum "Boy" de 1980 até "Song For Someone" do álbum "Songs of Innocence" de 2014.
O baterista e o fundador do U2 é o irlandês Larry Müllen Jr. Lawrence Joseph Mullen Jr. nasceu em Dublin, na Irlanda, em 31 de outubro de 1961 e começou a tocar bateria ainda bem jovem, com apenas 9 anos de idade. A banda U2 surgiu depois de Larry postar um aviso no mural da escola em que estudava no ano de 1976, a Mount Temple Comprehensive High School, procurando parceiros para a formação de uma banda de Rock. A ele depois se juntaram Bono, The Edge e Adam Clayton.  
Larry é o mais calado e reservado dos integrantes do U2, sempre avesso às câmeras e aos microfones. Ele tem três filhos da sua união com sua companheira Ann Achenson: Aaron Elvis (nascida em 1995), Ava Elizabeth (1998) e Ezra (2001). 
Esta postagem vai como homenagem a Canechane, competentíssimo baterista d´Os Cardeais que infelizmente já não está entre nós e também aos meus amigos Júnior Leão e João Terra, outras feras nas baquetas.
Um grande abraço espinosense.

Músicas:
1. I Will Follow - Álbum Boy - 1980 (0:12)
2. Gloria - Álbum October - 1981  (0:37)
3. Sunday Bloody Sunday - Álbum War - 1983 (1:00)
4. New Year's Day - Álbum War - 1983 (1:22)
5. Pride (In The Name of Love) - Álbum The Unforgettable Fire - 1984 (1:43)
6. Where The Streets Have No Name - Álbum The Joshua Tree - 1987 (2:03)
7. Bullet The Blue Sky - Álbum The Joshua Tree - 1987 (2:30)
8. With or Without You - Álbum The Joshua Tree - 1987 (2:49)
9. Silver and Gold - Álbum Hattle and Hum - 1988 (3:40)
10. Desire - Álbum Hattle and Hum - 1988 (4:10)
11. One - Álbum Achtung Baby - 1991 (4:38)
12. Mysterious Ways - Álbum Achtung Baby - 1991 (5:10)
13. Zooropa - Álbum Zooropa - 1993 (5:44)
14. Staring At The Sun - Álbum Pop - 1997 (6:02)
15. Beautiful Day - Álbum All That You Can´t Leave Behind - 2000 (6:29)
16. Walk On - Álbum All That You Can´t Leave Behind - 2000 (6:44)
17. Sometimes You Can't Make It On Your Own - Álbum How to Dismantle An Atomic Bomb - 2004 (7:13)
18. Vertigo - Álbum How to Dismantle An Atomic Bomb - 2004 (7:33)
19. Magnificent - Álbum No Line On the Horizon - 2009 (8:08)
20. Song For Someone - Álbum Songs of Innocence - 2014 (8:24)


domingo, 8 de abril de 2018

1954 - O Cruzeiro é o grande Campeão Mineiro de 2018

Domingo, 8 de abril de 2018, 16 horas, Estádio Magalhães Pinto, Mineirão, 104ª edição do Campeonato Mineiro, mais uma vez a dupla Atlético e Cruzeiro na decisão. Na história foram 4 decisões entre Palestra Itália e Atlético (1928, 29, 31 e 40), com 3 títulos do Palestra e 1 do Atlético. Entre Atlético e Cruzeiro, foram disputadas mais 42 finais, com 19 conquistas alvinegras e 24 conquistas celestes: 1943 (C), 44 (C), 54 (A), 56 (A e C), 62 (A), 66 (C), 67 (C), 68 (C), 69 (C), 70 (A), 72 (C), 74 (C), 75 (C), 76 (A), 77 (C), 78 (A), 79 (A), 80 (A), 81 (A), 82 (A), 83 (A), 84 (C), 85 (A), 86 (A), 87 (C), 88 (A), 89 (A), 90 (C), 94 (C), 96 (C), 98 (C), 2000 (A), 2003 (C), 2004 (C), 2007 (A), 2008 (C), 2009 (C), 2011 (C), 2013 (A), 2014 (C), 2017 (A) e 2018 (C).

Antes do jogo
Nesta temporada, o Cruzeiro "arrebentou" na primeira fase do Campeonato Mineiro. Com uma campanha invicta, venceu e fez 11 pontos a mais que o grande rival, conseguindo a vantagem de decidir em casa e de jogar por dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols nas finais. O Atlético, por sua vez, vinha apresentando um futebol claudicante, irregular, deixando a torcida temerosa de uma temporada decepcionante. Após a dispensa do treinador Oswaldo de Oliveira e a entrada no comando do jovem Thiago Larghi, a equipe melhorou largamente o desempenho e, com uma vitória surpreendente de 3 x 1 sobre o Cruzeiro na primeira partida da decisão disputada no Independência, reverteu a vantagem. Não fosse a incrível bobeada do meio campo atleticano que, na indecisão em uma roubada de bola, propiciou ao time adversário a chance de marcar um gol, talvez o título já estivesse praticamente assegurado. Mas com este gol marcado, e a diminuição da vantagem atleticana, o Cruzeiro tem todas as condições para construir um resultado de dois gols de diferença a seu favor e botar a mão no seu 37º título. Se ganhar, empatar, ou perder por um gol de diferença, o Atlético comemorará seu 45º título de Campeão Mineiro.


Durante o jogo
Os cumprimentos dos jogadores perfilados e o cordial aperto de mãos entre dois grandes personagens de um dos maiores clássicos do futebol mundial, o goleiro Fábio, do Cruzeiro, e o zagueiro Leonardo Silva, do Atlético, foram uns dos primeiros movimentos de mais uma jornada de muita tensão, nervosismo, ansiedade e sofrimento para milhões de apaixonados torcedores mineiros espalhados pelo mundo. Começava mais uma decisão envolvendo Atlético e Cruzeiro. A receita não muda nunca: pressão, frio na barriga, garra, marcação cerrada, nervosismo, entrega e concentração total dos jogadores. Para colocar fogo na partida, logo no início, o iluminado em clássicos Arrascaeta cabeceou com perfeição o cruzamento de Edílson e balançou as redes atleticanas, abrindo o placar. O Atlético parecia meio perdido em campo, atordoado pelo gol tomado logo aos 3 minutos de partida. Por conta disso, os ânimos ficaram exaltados de parte a parte e o resultado foi uma agressão infantil de Otero em Edílson que lhe valeu a expulsão de campo. Cartão vermelho para o jogador do Atlético, apresentou o árbitro Luiz Flávio de Oliveira aos 21 minutos. O ótimo jogador atleticano, herói da primeira partida da decisão, nesta agiu como o vilão. Com um jogador a menos, o título parecia estar inexoravelmente a caminho da Toca da Raposa. Faltava só mais um gol celeste para isso. A partir daí, a temperatura emocional ficou mais amena em campo e o jogo um tanto quanto equilibrado, com algumas poucas chances de gol criadas pelo Cruzeiro.
Na segunda etapa evidenciou-se a situação complicada em que se meteu o Atlético, com predomínio quase que completo do Cruzeiro em campo. E não deu outra, com o segundo gol celeste sendo anotado por Thiago Neves, aos 7 minutos do segundo tempo. Thiago Larghi tentou fazer alguma coisa para dar novo fôlego ao time atleticano, substituindo Ricardo Oliveira e Luan por Érick e Gustavo Blanco, mas as mudanças não mudaram o panorama adverso em campo. Mano Menezes também mexeu em seu time, colocando Rafinha no lugar de Robinho, para dar novo ânimo à equipe. Depois tirou o Arrascaeta e colocou em campo o Ezequiel, para segurar o resultado favorável. Já o Atlético foi para o tudo ou nada, com a entrada do atacante Róger Guedes no lugar de Elias. Era a última cartada de Thiago Larghi. Mas deu em nada, ainda mais com mais uma expulsão, a de Patric, e os jogadores do Cruzeiro, com o apito final do árbitro, comemoraram entusiasticamente o título conquistado.


Após o jogo
Com a vitória cruzeirense, a explosão de alegria e alívio ecoou pelo Estádio Mineirão e pelos bares e ruas das cidades mineiras. Em Montes Claros, os fogos de artifícios estouraram nos céus, carros e motos tiveram suas buzinas disparadas incessantemente e o mar de gente com camisas azuis inundou de contentamento e sorrisos a Avenida Sanitária, tradicional local de comemorações da cidade.
Parabéns ao Cruzeiro e aos seus milhões de torcedores, entre eles familiares e amigos queridos, pela grande e importante conquista. Comemorem com toda a razão o título.
Um grande abraço espinosense.   



Resumo da partida:
Cruzeiro 2 x 0 Atlético
Local: Mineirão - Belo Horizonte
Horário: 16 horas
Gols: Arrascaeta e Thiago Neves
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira, Adílson, Patric e Érick (Atlético), Edílson, Thiago Neves, Léo, Robinho, Egídio e Ariel Cabral (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Otero e Patric (Atlético)
Artilheiros do campeonato: Aylon (América) e Ricardo Oliveira (Atlético) - 6 gols
Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP), auxiliado por Rodrigo Guarizo (CBF-SP) e José Cláudio Rocha Filho (CBF-SP). Rafael Gomes Felix da Silva (CBF-SP), o quarto árbitro.
Cruzeiro: Fábio, Edílson (Mancuello), Léo, Dedé e Egídio; Ariel Cabral, Henrique, Thiago Neves, Robinho (Rafinha) e Arrascaeta (Ezequiel); Rafael Sóbis. Treinador: Mano Menezes.
Atlético: Victor, Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adílson, Elias (Érick), Cazares, Luan (Gustavo Blanco) e Otero; Ricardo Oliveira (Érick). Treinador: Thiago Larghi. 

1953 - Pathy, campeã mais uma vez em Aracaju!

Não, gente, não é repetição de notícia velha não! É notícia fresquinha! A nossa gigante menina de ouro do vôlei de areia Pathy, a espinosense Ana Patrícia Silva Ramos, subiu ao primeiro lugar do pódio mais uma vez. Desta feita, foi agora há pouco, na 7ª e última etapa do Circuito Brasileiro Open de Vôlei de Praia disputada na arena montada na Praia de Atalaia, altura da Passarela do Caranguejo, em Aracaju, Sergipe. A dupla Ana Patrícia (MG) e Rebecca Silva (CE) chegaram e venceram a segunda final consecutiva, superando a dupla Bárbara Seixas e Fernanda Berti (RJ) por 2 x 1, parciais de 21-15, 20-22 e 15-6. 
Pathy mostrou mais uma vez toda sua garra, vontade e espírito guerreiro ao jogar, em grande parte da disputa, com uma contusão no dedo da mão direita, sob os olhares atentos e preocupados de seus pais João Moto e Eugênia Dolores, da irmã Bia e mais o conterrâneo Duda, ali presentes na arena.
O título geral da temporada 2017/2018, somando a pontuação das sete etapas, ficou com a dupla Maria Elisa e Carolina Solberg (RJ), a mesma que ficou com a medalha de bronze nesta etapa após vencer Ágatha (PR)/Duda (SE) por 2 x 1 na disputa do terceiro lugar.




Fotos: cbv.com.br.

Confiram a trajetória das meninas campeãs na etapa de Aracaju:

1ª fase:
06-04-2018 - 08h50 - 2 x 0 - Índia (PA)/Andréa (AM) - (21-13/21-11) - 29 minutos
06-04-2018 - 13h00 - 2 x 0 - Andrezza (AM)/Rachel (RJ) - (21-19/21-17) - 39 minutos

Oitavas de final:
07-04-2018 - 09h20 - 2 x 0 - Josi (SC)/Lili (ES) - (21-17/21-11) - 36 minutos

Quartas de final:
07-04-2018 - 12h40 - 2 x 0 - Vitória (RJ)/Juliana Simões (PR) - (21-16/21-8) - 30 minutos

Semifinal:
07-04-2018 - 17h30 - 2 x 1 - Ágatha (PR)/Duda (SE) - (22-20/19-21/15-9) - 47 minutos

Final
08-04-2018 - 11h00 - 2 x 1 - Bárbara Seixas (RJ)/Fernanda Berti (RJ) - (21-15/20-22/15-6) -   70 minutos

Que orgulho ver uma jovem conterrânea ganhando o mundo com seu incrível talento no esporte, enaltecendo o nome da nossa querida cidade. Saúde, sucesso e felicidade eterna para essa humilde e especial menina. Que Deus lhe proteja, Pathy!
Um grande abraço espinosense.










sábado, 7 de abril de 2018

1952 - Sidney Castro, um amigo íntimo da bola

Desde que me entendo por gente, tenho a bola como minha companheira mais prazerosa na área esportiva. Foi na prática intensa do futebol, desde as areias do Rio São Domingos, do campinho na manga de Seu Azemar ou dos paralelepípedos da Rua da Resina, que me realizei como criança e adolescente. Tive a sorte e o privilégio de jogar contra e ao lado de grandes figuras do esporte, tantos craques que evitarei nominá-los hoje aqui. 
Mas entre tantos com quem eu tive a imensa satisfação de atuar lado a lado, esteve um por quem tenho grande respeito e admiração, não só quanto à sua enorme qualidade técnica no trato com a bola, mas também como amigo pessoal. Estou me referindo a Sidney Castro, uma referência em se tratando de futebol na cidade de Espinosa. Conheci Sidney jogando bola, não no velho 9 de Março, onde ele atuava ao lado dos irmãos Sissi, Darci e Mauri, de Getúlio Fiel, dos Zé Maria Batista e Zé Maria Monção, dos irmãos Geraldo e Marcos de Juca, do goleiro Valdo e do Geraldo Lindolfão, mas já no Santa Cruz. Estava eu ainda jovem e sempre presente nos domingos à tarde, sentado no chão à beira do campo de terra, em cima das folhas dos galhos de madeira nova arrancados ali perto, para assistir com bastante atenção aos memoráveis confrontos do Santa Cruz (e da M. Teixeira, depois Espinosense) com os principais times da região Norte de Minas e do Sudoeste da Bahia. Era um privilégio. Não havia muro, nem arquibancada, muito menos gramado. Casas ao redor do campo, acho que nenhuma, apenas um depósito atrás do gol que dá para a lagoa. Lembro-me bem da decisão entre os maiores rivais da cidade que acabou em confusão, briga e sumiço da taça de campeão. Recordo-me da partida antológica contra a equipe da Magnesita, de Brumado. São muitas as boas recordações de atuações impecáveis de Sidney no Campão (hoje o Mercado Municipal), tratando com extrema habilidade e carinho a bola, quando no domínio e no drible, mas a chutando com imensa violência e perfeição contra o gol adversário ou nos longos lançamentos para os companheiros de ataque.
Sidney é de uma geração anterior à minha, mas fui presenteado com a oportunidade de poder atuar ao seu lado, defendendo a equipe da turma maravilhosa da Toca dos Craques, não só na sede de Espinosa, mas em outros campos da zona rural e especificamente em cidades como Brumado e Livramento, na Bahia. Mesmo ele já veterano, foi um contentamento enorme para mim, ao ter a honra de poder jogar ao seu lado.
Sidney Castro é sem dúvida alguma, um dos grandes e maiores nomes da história do futebol espinosense de todos os tempos, merecendo, portanto, todo nosso apreço e reconhecimento. 
Um grande abraço espinosense.            

Sidney e Sissi

Sidney no 9 de Março, o 3º agachado
Sidney no Santa Cruz, 2º agachado à partir da esquerda

Sidney no Mais Uma, 2º agachado a partir da esquerda

Sidney no Santa Cruz, o 4º agachado a partir da esquerda

Sidney no time da Toca dos Craques, 2º agachado a partir da esquerda.

Sidney, 3º agachado a partir da esquerda.

Sidney, 1º agachado a partir da direita

Sidney, 2º agachado a partir da direita

quinta-feira, 5 de abril de 2018

1951 - Vamos ajudar a Juju?

É bastante conhecido e saudável o incrível sentimento de solidariedade que demonstra a sociedade espinosense através dos tempos. Em momentos de necessidade dos nossos irmãos e conterrâneos, nosso povo jamais se negou a colaborar para que os problemas deles fossem sanados ou abrandados. Ninguém, nem mesmo os cidadãos de alto poder aquisitivo, estão livres de se encontrarem, em determinado momento da vida, em situação de necessidade, dependendo da ajuda do próximo. Então, é preciso que continuemos exercitando cotidianamente essa nossa elogiável solidariedade.
Temos no momento, mais uma oportunidade para demonstrarmos nosso companheirismo, nossa empatia, nosso cuidado amoroso para com os irmãos espinosenses. A pequena Ana Júlia (a Juju) está com um problema de saúde e terá que ser submetida a uma cirurgia na garganta no próximo dia 20 de abril. Para custear a intervenção cirúrgica, seus familiares estão promovendo um leilão beneficente para arrecadar uma quantia que possa ajudá-los a pagar as muitas despesas médicas. O leilão será realizado na noite de 14 de abril, sábado, às 20 horas, no Bar da Dedi, localizado no Bairro Cigano, na Rua Ariston Mendes. Para maiores informações, entrar em contato pelo telefone 99105-8910.
Então, prezado povo espinosense de bom coração, vamos ajudar, dentro do possível, com oferecimento de prendas ou participação ativa no leilão beneficente, o que só trará alegria à pequena Juju e aos seus pais. Que o bom Deus lhes recompense em abundância por mais este ato maravilhoso de amor e solidariedade cristã.
Um grande abraço espinosense. 

         

1950 - Campeonato de futsal homenageia o esportista Gibão

Está em pleno andamento na cidade de Espinosa um torneio de futsal entre atletas veteranos, uma promoção da dupla de ativos esportistas Toni Baiano e Dadau. O certame, que homenageia o grande incentivador do esporte Gílson Borges, o Gibão, conta com a participação de oito equipes, que se enfrentarão todos contra todos na fase inicial, com a classificação dos quatro melhores, que se confrontarão nas semifinais para a chegada até a grande decisão:
São essas as equipes:
- Arte Vidros
- Carlos Serralheria
- Casa das Baterias
- Construforte/Madeforte
- Guerreiros
- Lagoa do Marruaz
- Moto Estrada
- Vila de Santana


O torneio tem os seus jogos realizados às quartas e sextas-feiras a partir das 19 horas na quadra do Bairro Cigano e conta com o patrocínio da Universidade UNIP - Polo de Espinosa, da Arena Fit Academia, da Drogaria Brasil, da Casa das Baterias e dos vereadores Toninho Galoucura, Gilmar de Tazinho e Edivaldo Moto Táxi.
Parabéns aos organizadores da competição, Toni Baiano e Dadau, aos participantes e aos patrocinadores pelo apoio e valorização do esporte em Espinosa. E também ao homenageado, Gibão, um exemplo de suprema dedicação ao esporte em nossa cidade.
Um grande abraço espinosense.


quarta-feira, 4 de abril de 2018

1949 - Aberta a Copa do Comércio de Futsal 2018 em Espinosa

Com a previsão de ocorrer entre os dias 3 de abril a 29 de maio, foi dada a largada para a disputa da Copa do Comércio de Futsal 2018 em Espinosa. O torneio, que será realizado nas dependências do Ginásio Poliesportivo Mateus Salviola Antunes, terá a participação de 14 equipes que irão representar várias empresas da cidade. A realização é da Prefeitura de Espinosa, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer, Turismo, Infância e Juventude. O certame, que homenageia o jovem esportista Ricardo Martins Tolentino, falecido há quatro anos, terá 17 rodadas até que se conheça o grande campeão na final marcada para as 19h30 do dia 29 de maio, terça-feira. 


Assim ficaram distribuídas as equipes participantes nos três grupos:
GRUPO A:
- Arte Vidros
- Bar do Jô
- Carlos Serralheria
- Mega Lanches
- Trilaje

GRUPO B:
- Casa da Bateria
- Drogaria Brasil
- Moto Estrada
- Sukatão Motos
- Super Master/Henrique Tur

GRUPO C:
- Droganorte
- Espetinho do Caroço
- Restaurante Bom Apetite/Tímpano Som
- Supermercado Miranda

Na primeira rodada, disputada ontem, 3 de abril, houve empate em 2 x 2 entre as equipes Moto Estrada e Super Master/Henrique Tur. No segundo confronto da noite, a equipe da Arte Vidros venceu a equipe da Carlos Serralheria pelo placar de 5 X 4.

Particularmente, fiquei muito feliz por ver que a administração municipal está cumprindo, com boa vontade política, a promessa de valorizar e promover o esporte na cidade. Eu, e tenho certeza, mais uma grande parcela de aficionados e praticantes do futebol de salão em várias épocas, nos sentimos contentes em ver de volta a emoção, o talento e a rivalidade nas competições dessa modalidade esportiva em Espinosa. Sensibilizado e contente também, por ter o nome do meu falecido filho Ricardo dando nome ao troféu que será entregue ao campeão da competição. Fica registrado aqui meu agradecimento, de coração, ao secretário Wagner Oliva, ao prefeito Mílton Barbosa e a todos os personagens envolvidos nesta homenagem. O meu muito obrigado, como o de toda a minha família.
Espero que a competição transcorra em clima de paz, harmonia e respeito entre todos, que a qualidade técnica sobressaia nos confrontos e que novos talentos sejam descobertos no esporte. 
Se Deus nos permitir, estaremos presentes na finalização do certame. 
Um grande abraço espinosense.   

terça-feira, 3 de abril de 2018

1948 - O sertão na obra de José Rosário Souza

Um dos mais nobres sentimentos é o amor, talvez o mais belo. E se é maravilhoso amar as pessoas, próximas ou distantes, amigas ou conflitantes, o sentimento de afeto pela terra em que se nasce é também digno de elogios.
O artista plástico José Rosário é natural da cidade mineira de Dionísio, onde nasceu em 7 de outubro de 1969. No seu belo trabalho de retratar imagens e promover emoções, ele tem como essencial fonte de inspiração as paisagens rurais, as montanhas, os rios, as habitações do interior, as cenas cotidianas da gente trabalhadora e serena das Minas Gerais. Essas maravilhas retratadas por ele estão sempre disponíveis nos seus lugares de origem, mas muitas vezes muito distantes da percepção de muitos dos seus habitantes. Felizes os que possuem a sensibilidade para descobrir nas suas telas a beleza infinita do mundo em que vivemos.
Um grande abraço espinosense.













segunda-feira, 2 de abril de 2018

1947 - Autismo: Conhecer para entender, entender para incluir

Hoje, 2 de abril, é o dia em que se celebra o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. A data foi escolhida pela ONU - Organização das Nações Unidas em 2008, para chamar a atenção do mundo para o problema. Atualmente, todos os transtornos que causam alguma desordem no desenvolvimento do cérebro dos humanos são englobados sob a sigla TEA - Transtornos do Espectro Autista. 
De forma resumida, são três as características principais de quem sofre dessa espécie de pane neurofisiológica. Há muita dificuldade de as crianças estabelecerem contato visual ou físico; fica prejudicada a comunicação verbal ou não-verbal; e normalmente ocorrem gestos repetitivos, contínuos e estereotipados. Estudos revelam que esses sinais podem ser percebidos ainda antes dos 3 anos de idade e que 1 em cada 100 crianças no mundo são diagnosticadas com o distúrbio, o que pode significar a existência no Brasil de cerca de 2 milhões de autistas. Os meninos são mais afetados que as meninas, em uma proporção de 4 por 1. 
Os autistas, dependendo da situação individual de cada caso, podem ter dificuldades intelectuais, de coordenação motora, da fala, déficit de atenção e hiperatividade, dislexia ou dispraxia, podendo desenvolver ainda quadros de ansiedade e depressão. Por outro lado, muitos deles apresentam uma inteligência acima do normal, com excelente capacidade de memória e facilidade em processos que envolvem a matemática, a arte e a música.
As crianças portadoras de TEA - Transtornos do Espectro Autista devem ter sua condição respeitada e serem tratados por uma equipe multiprofissional, com médicos, psicólogos, fonoaudiólogos e professores especializados em educação inclusiva, de modo que seu potencial individual seja trabalhado adequadamente para uma melhor adaptação ao ambiente escolar e social.
Para que se obtenha uma melhor relação com essas pessoas com dificuldades no convívio social, é preciso adotar algumas ações simples como criar situações de interação, respeitar o limite da criança autista, ser bastante claro nos recados dados a eles e sempre comunicar com antecedência quaisquer mudanças na rotina. Além disso tudo, nada de preconceito, só muito respeito, carinho, amor e paciência.  
Um grande abraço espinosense.



Fontes: institutopensi.org.br e g1.globo.com


1946 - Comemoração do aniversário de Zena

É interessante esse assunto. Existem pessoas que veem o aniversário como uma data a não ser festejada, já que significa um ano a mais que passou e a chegada da velhice cada vez mais visível no horizonte da vida. Por outro lado, existem aquelas, que como eu, entendem ser o aniversário um motivo de enorme alegria, necessariamente a ser comemorado, por se tratar de mais uma etapa vencida na vida. Entre estas está minha amiga Zenaide Alexandre, que enxerga o aniversário como uma oportunidade singular de congraçamento entre ela, seus familiares e amigos. E foi isso que aconteceu mais uma vez em sua residência, com a presença dos seus entes queridos para um festejo íntimo, como sempre caprichado e agradabilíssimo. 
Parabéns à guerreira Zena por mais um ano de existência como um belo exemplo de pessoa humana para todos nós. Que Deus continue a cobri-la de muita paz, ânimo e saúde para seguir adiante em sua caminhada terrena. 
Um grande abraço espinosense.